sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

No YouTube: ENRON - Como “a beleza do livre comércio” destruiu 20.000 empregos e 2 Bilhões de dólares em pensões e fundos de aposentadoria, no que era a 7a. maior corporação dos EUA?



Como “a beleza do livre comércio” destruiu 20.000 empregos e 2 Bilhões de dólares em pensões e fundos de aposentadoria, no que era a 7a. maior corporação dos EUA?
Enron: Os Mais Espertos da Sala - Enron: The Smartest Guys in the Room (2005)

Mostra como a Enron, poderosa companhia de energia, mascarava seus prejuízos no sistema “market-to-market”, elevando o preço de suas ações, enquanto seus diretores vendiam as suas. Mostra também a relação estreita que a família Bush tinha com o fundador da corporação. Daí a facilidade de desregulamentar as leis de concessão de energia elétrica, “a beleza do livre comércio”.

Nesse documentário o neoliberalismo expõe sua verdadeira e cruel face em gravações de funcionários da Enron comandando cortes generalizados de energia elétrica (apagões) para assim elevar seu preço, fazendo o estado da Califórnia ter prejuízos bilionários.

O caso Enron foi uma das maiores fraudes financeiras da história dos EUA, que resultou na prisão de várias pessoas.

Enron - Os mais espertos da sala (2005) COMPLETO - Legendado em português pt-br
https://www.youtube.com/watch?v=Nd0ysLCIQxE

Enron: Los tipos que estafaron a América
https://www.youtube.com/watch?v=_K56ip86msc

Enron - The Smartest Guys In The Room (2005)
https://www.youtube.com/watch?v=gxzLX_C9Z74


Imagem inline 1


GENEBRA - A riqueza acumulada por 1% da população mundial será superior a tudo o que os demais possuem. Os dados foram apresentados nesta segunda-feira, 19, pela entidade Oxfam, às vésperas do Fórum Econômico Mundial de Davos e que justamente reúne a cúpula do planeta.

Segundo a entidade, a fortuna de 99% da população mundial será equivalente a tudo o que acumula apenas a nata da sociedade, cerca de 1% do mundo.
Para a entidade, a crise econômica mundial que começou em 2008 resultou em uma "explosão da desigualdade". Hoje, uma a cada nove pessoas ainda passa fome no planeta que produz alimentos para três planetas e mais de 1 bilhão de pessoas ganham menos de US$ 1,25 por dia.

O que chama a atenção da entidade, porém, é que a concentração de riqueza é cada vez maior. Em 2009, a parcela de 1% mais rica da população mundial acumulava 44% do PIB do planeta. Em 2014, essa taxa chegou a 48% e, em 2016, ela atingirá 50%.
Em média, cada pessoa dessa elite do planeta mantém uma renda de US$ 2,7 milhões. Dos demais 52% do PIB global, quase tudo está nas mãos da camada dos 20% mais ricos.
O restante da população do mundo - cerca de 80% - precisa dividir 5,5% da riqueza do planeta e acumula uma renda de apenas US$ 3,8 mil. O valor é 700 vezes menor que a renda da elite.
Winnie Byanyima, diretora-executiva da Oxfam, espera usar o encontro de Davos para insistir que a desigualdade social precisa ser alvo dos governos e de líderes do setor privado, alertando para os riscos que essa situação cria na política internacional.
Entre as medidas defendidas por ela está um maior rigor fiscal contra multinacionais e mesmo um acordo para o clima. "Queremos mesmo viver em um mundo onde 1% detém mais que todos nós juntos?"questionou. "A escala da desigualdade global é assustadora e, apesar do tema estar na agenda política, a diferença entre pobres e ricos apenas aumenta", atacou.
Segundo ela, líderes como Barack Obama e a gerente do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, de fato estão falando cada vez mais sobre o assunto. Mas a Oxfam alerta que pouco tem sido feito além de discursos.




▂ ▃ ▅ ▆ ▇ Sairemos do fundo do poço ou continuaremos cavando?

Eis que, mais uma vez, o conluio financeiro entre Banco Central e poderosos rentistas do Sistema da Dívida elevou a Taxa Selic (taxa base de juros) em meio ponto percentual, tendo passado de 11,75% ao ano para 12,25% ao ano.

Não bastasse o Governo Federal negligenciar por completo o problema representado pelo Sistema da Dívida, não se abrindo nunca para permitir uma auditoria cidadã da dívida pública federal para escancarar os abundantes indícios de fraudes que temos deste Sistema, agora ele permite mais um aumento significativo dos juros que o país paga para os credores do Sistema da Dívida.

Quase nada explica um aumento assim na taxa base de juros; inflação que não é ignorável, serviços públicos de saúde, educação, mobilidade urbana, habitação e outros caindo aos pedaços deixando o povo mais necessitado às moscas, impostos aumentando para todas as camadas sociais, em especial às mais pobres através do aumento de impostos indiretos. A única explicação possível para este aumento está na relação entre o Governo Federal e a quem ele pretende servir.

E deixamos aqui nossa indagação: a quem vocês servem, Governo Federal? Ao povo? Ou aos poderosos rentistas do Sistema da Dívida? Se ainda houver qualquer indício de que pretendem servir ao povo, então é necessário que seja feita uma auditoria cidadã da dívida pública imediatamente! Queremos a verdade, e não uma cortina de fumaça sobre esse perverso sistema imoral que toma dinheiro do nosso povo!


Leia a notícia completa: http://bit.ly/TaxaSelic1225

▂ ▃ ▅ ▆ ▇ Tem muita gente esbanjando com a alta dos juros!

Precisa dizer mais alguma coisa?!

Pior é que sempre precisa! O título da matéria já diz o básico, mas não o essencial!

Destes “R$ 7 bilhões a R$ 10 bilhões”, calculados pelo economista entrevistado, de impacto na Dívida Pública com a alta da Taxa Selic desta quarta-feira, muito trata-se de juros pagos por uma série de títulos renegociados sob diversas evidências de fraudes!

O que queremos saber é quanto, para quem e desde quando devemos! O povo brasileiro tem o direito (garantido constitucionalmente) de saber! É por isso que é necessário uma Auditoria Cidadã da Dívida imediata!!

A matéria, ainda, tenta justificar a alta como única saída econômica atual! Saída para quem?! Eis a questão...

Alta de juros terá impacto bilionário na dívida pública

Ruth Costas
Da BBC Brasil em São Paulo

Para saber mais:




"Wall Street e o Sistema Financeiro são apenas sintomas do câncer que hoje apresenta seus inúmeros sintomas em nossos tecidos sociais.

*** De quem é a culpa? 

Dos 1% ou de todos nós que, mantendo os valores de suporte deste sistema, protestamos contra suas consequências danosas?"

Peter Joseph (MOVIMENTO ZEITGEIST) fala no Occupy Los Angeles - em 15/10/2011 (1% tinham 40% da riqueza global - hoje estão chegando a 50%)

Assista (legendado) em:




Diagnósticos e soluções propostas no livro:

O MOVIMENTO ZEITGEIST-UMA NOVA FORMA DE PENSAR
A tradução (colaborativa) dos capítulos 1 a 11 está disponível no site (estamos trabalhando nos demais capítulos  - se desejar ajudar na tradução / revisão, veja como no link):

Nenhum comentário:

Postar um comentário